Dentro das águas

O pescador remava em sua barca a procura de respostas, os peixes sumiram e nada ele entendia, aos poucos parou de questionar, só orou para a dona das aguas pedindo que se fosse merecido que os peixes então aparecessem.

Naquele dia nada aconteceu e então todo dia o pescador procurava, sem perder a fé, jogava sua linha no mar e esperava por algum peixe que ali caísse em sua armadilha.

Foram dias que se passavam e nada, acordava aquele pobre homem, já sem nada em sua casa, com seu filho pequeno a chorar, já não sabia o que fazer, seu filho então parou de chorar e insistiu em ir no barco juntos.

Acabou levando, e quando o menino, que nem tamanho tinha, molhou a mão na agua e agradeceu, disse obrigado varias vezes, que acabou até virando cantoria, e foi assim que logo os peixes chegaram, pulavam que pareciam dançar com a cantoria do pequeno menino.

Só então que o pescador entendeu que é necessário agradecer para que seja prosperas suas novas pescarias.

Para bom entendedor: tudo que vamos fazer, saibamos agradecer.

Tinoco