Duas Moças

Haviam duas moças na estrada e ali se foi uma para bem longe,

Perdida a que ficou, desolada chorava sem parar, pediu a Deus uma ajuda e

nada acontecia.

Dias se passaram e nada, até que num dia seguinte, um homem com roupa

branca e reluzente chegou devagar.

E, estendendo suas mãos lhe disse :

confiaste mais em seu pai, mas por sua suplica sincera hoje será seu momento,

será socorrida e quando estiver tratada, será lhe mostrado suas inquietações e

assim se fez.

Dias e noites se passaram e hoje estou aqui para agradecer a todos o aprendizado.

Peço que orem por mim, estou próxima de minha nova jornada na Terra.

Meu nome é Laura Fernandes,

Fui uma irmã cruel e tentei sempre acabar com a vida da minha irmã.

Naquele dia levei ela até a estrada e, no descuido, ela foi levada por um homem

que parou na estrada.

Naquele momento eu estava fazendo minhas necessidades e me separei por alguns

instantes e quando percebi já tinha acontecido.

Naquele dia eu não senti raiva e sim uma culpa por perdê-la,

Desde aquele dia nunca mais voltei para casa, desencarnei no mesmo lugar que perdi

a minha irmã.

Palavras tem poderes, imagina um pensamento?

Não se deixem enganar por pensamentos baixos e os façam se modificar o quanto antes,

senão será necessário aprender da pior maneira.

Deixo a minha história como reflexão e espero, de todo coração, que aproveitem a lição.

Agradeço a deus pela oportunidade.

Abraços.