Cego

Estou cego, não consigo ver nada.

Nem sei onde estou.

Perdi minha visão com brincadeiras de criança.

$E, desde então, sou um cego.

Estudei o braile, fiz uma faculdade, mas mesmo assim me considero um inútil.

Tinha pena de mim.

Só pensava em mim e amaldiçoava sempre a minha cegueira.

Nunca passou pela minha cabeça que isso já estava programado.

Eu tinha que aprender com essa cegueira.

Tinha o olfato, o tato, a fala e podia usar tudo isso, mas me acomodei.

Fui um coitadinho a vida toda.

Eu tinha pena de mim.

Marcos.