Existências

Boa noite a todos !

 

Venho , nesta noite, deixar relato de duas existências, pelas quais já passei aqui neste Planeta.

 

Na primeira delas, fui um homem rude, austero, orgulhosos, vaidoso e que se achava o dono da

verdade e das pessoas.

 

Fiz minha família sofrer com meu jeito de ser e de agir.  Minha esposa Catarina, mulher simples de

coração nobre, sofreu diversos maus tratos em minhas mãos.

 

Tivemos dois filhos homens, que desde muito cedo conheceram o peso de minhas mãos.

 

Eles apanhavam muito, porque eu achava que sempre eram menores do que eu e que tinham que

me respeitar.

 

Catarina sempre me implorava compaixão, para ela e com os filhos, mas meu ego de homem poderoso,

nunca deu ouvido às suas suplicas.

 

Desencarnei aos 42 anos, de uma doença terrível, um tumor na garganta, que me fez perder a voz e

sofrer muito as dores, e definhar, na cama, por falta de alimentação.

 

Então parti deixando minha Catarina com duas crianças para cuidar, sozinha, sem marido, numa época

onde o machismo imperava.

 

Ela teve que se humilhar e trabalhar na faxina , para cuidar de nossos meninos.

 

Ao chegar no plano espiritual fui recebido por diversos espíritos  aos quais eu fiz chorar e sofrer,  todos

com magoas e ressentimentos, me perseguiram por anos.

 

Até eu pedir, um dia, dentro do lamaçal, a clemencia do Pai.

 

Então surgiram diante de mim amigos de uma luz que ofuscava a minha visão e fui levado para um lugar

que mais parecia um hospital aqui da Terra.

 

Após muito auxilio e muito carinho e atenção, consegui  me restabelecer e então começou minha tortura

da consciência.

 

Irmãos, não conseguem imaginar o que  uma mente culpada pode fazer conosco, nem queiram saber.

 

Foi  então que pedi , encarecidamente, a oportunidade de reencarnar e poder corrigir e reparar o mal que

causei aos outros.

 

Me foi dada, porque o Pai é infinitamente bom.

 

Nasci como escravo e cresci na senzala, apanhando e sendo humilhado por capatazes.

 

Dormi e acordei muitas vezes no tronco, desde a infância, sempre pedindo ao Pai que me desse força e

coragem pois, nesta segunda passagem, é fé já havia despertado em mim.

 

Consegui redimir e reparar muitas coisas, com a graça do Pai.

 

Desencarnei aos 17 anos, após ser espancado até o dia raiar.

 

Hoje, já um pouco mais recuperado, tenho frequentado cursos no Plano Espiritual e também participo

de cursos que são ministrados nas casas do Plano Terreno.

 

Em breve, recebi a noticia, poderei estar entre vocês novamente.

 

Ainda não sei qual será minha nova existência, mas já agradeço pela nova oportunidade.

 

Espero que minha historia possa servir de reflexão para muitos.

 

Amigo, o orgulho é a perdição do mundo, e o amor a salvação.

 

Amem-se sempre

 

Perdoem-se sempre.

 

Tenha fé o  Pai não desampara seus filhos.

 

Deixo minha palavras para todos e muita paz nos corações.

 

 

Irmão  Antonio Carlos O…