Mediunidade

O mais importante para a mediunidade é estudar, ler.

Através da leitura se aprende muito.

Depois vem a sensibilidade, a sensação de sentir ou ouvir algo diferente.

Mediunidade todos tem, umas mais fácil de se detectar, como por exemplo: sentir cheiro bom ou  ruim, outra coisa, sentir a presença de alguém cochichando em seu ouvido, tudo faz parte da mediunidade.

A mais difícil para muitos é a incorporação, e talvez também uma das mais importantes, pois nas incorporações pode-se ajudar mais aos desencarnados.

A sensibilidade de cada um é impar, cada médium sente diferente.

O que mãos atrapalha o médium nas incorporações é a falta de confiança de cada um.

É preciso praticar a sensibilidade de ser intuído.

Relaxar é uma ,maneira de se sentir v=bem e ouvir o quem os mentores querem dizer.

Ouvir, sentir e falar.

Falar o que está sentindo, o que os olhos da alma estão vendo, sentir o perfume das roupas, perfume da terra, da comida, das matas, das flores, etc..

As vezes até ver, ouvir  e sentir coisas desagradáveis, cheiros fétidos dos porões dos navios negreiros, cheiro de sangue no corpo de alguém, cheiro de comia estragada..

Tudo é bom, pois só assim os médiuns podem ajudar os desencarnados.

Porque a mediunidade é para  ajudar a quem precise.

  • Mensagem recebido nos dia de estudos de desenvolvimento mediúnico.