Natal

Olá meus queridos e amados irmãos que se encontram nessa casa.
Eu estou muito feliz de estar aqui, com a permissão do mundo espiritual,
Para contar um pouquinho de mim.
Amados, eu, sentado aqui nessa cadeira, junto com vocês, ouvi e senti a presença de Deus.
Amados, me sinto muito feliz de estar aqui para contar um pouquinho de quem fui.
Eu tive uma mãe e um pai muito bondosos comigo, nos anos 70.
Meu pai e minha mãe tinham uma perua escolar.
Aquele carro que leva as crianças para a escola.
E, eu com 6 anos, acompanhava meu pai e minha mãezinha no seu trabalho do dia a dia.
Mas, um dia, meu pai ficou doente e se foi.
Ficou só minha mãe.
E, eu com 10 anos, estudava e minha mãezinha continuava o trabalho de meu pai, dirigindo a
perua escolar.
Eu fui muito feliz naquela casa grande com meus pais.
Mas depois que meu pai se foi, tudo ficou pequeno e triste, principalmente quando chegava o
Natal.
A minha mãezinha teve uma ideia, de não passar o Natal só comigo.
Ela juntou muitos presentes e roupas, eu com 13 anos, começamos a lotar a perua de
brinquedos.
E no dia 24 de dezembro a gente saia para uma viagem pelo interior.
Quando, nas fazendas, a gente começava a distribuir os brinquedos que nós levava para as
crianças.
O nosso Natal era o mais lindo dia, começava no dia 24 e terminava no dia 25 de dezembro.
Nós passávamos o Natal com as famílias, com as crianças e seus pais que trabalhavam nas
fazendas.

Era a maior festa , que nós sentimos naquela noite.
Eu sentia a presença de meu irmão Jesus.
Mas, com 18 anos, eu fiquei muito doente, tentaram me cuidar , mas eu me fui.
Fui tratado no plano espiritual e estou curado.
Hoje estou aqui para contar esta parte de minha história, que fez muito bem para o meu
Espirito.
Sinto muitas saudades daquelas crianças, que hoje não tem mais a nossa presença no Natal.
Gostaria que nesse Natal.
Todos vocês fizessem isso por mim.
Olhem por nossas crianças e seus pais que tanto necessitam de sua ajuda.
Que Deus abençoe a todos.

Carlos.