Festa de Natal

Meus queridos e amados irmãos, que se encontram nessa casa de Deus, nesse momento.

Eu estou nessa casa, eu aqui estava com você há muito tempo, esperando esse momento lindo.

Eu, sentado em uma dessas cadeiras, junto com vocês.

Senti a energia que aqui, nessa casa, tem com a força da oração.

Amados, vocês viram a leitura do Evangelho, que coisa linda.

Um dos assistidos abriu o livro, foi quando eu pedi para Deus que ouvisse meu pedido, que a leitura fosse uma leitura que ensinasse na época de hoje.

E foi o que aconteceu.

Um irmão abriu o livro e caiu essa leitura, que lindo foi esse ensinamento, foi tudo que aconteceu comigo há mais de 100 anos.

Aqui começa minha passagem por essa terra linda, onde nasci. Amados, eu fui um homem de muita sorte em minha vida.
Fui filho de um grande fazendeiro no Estado de Goiás.
Fui um dos três filhos daquela família.

Mas, a leitura do evangelho caiu certa para mim.

O tempo passou, e meu irmão se casou, e veio em seu casamento uma moça, que foi minha esposa.

Começamos a namorar e casamos. Eça filha de um grande empresário em Minas e eu, filho de um fazendeiro de muitos empregados negros e trabalhadores rurais.

Meu pai, quando chegava o Natal, convidava todos para a ceia de natal, como era muita gente que passava o Natal com nossa família, fui acostumado assim.

Me casei e fui morar com minha esposa na fazenda, ela não acostumava com aquele jeito de caboclo.

Então, pediu para que eu fosse morar na cidade, com seus pais, e foi ali que tudo acabou para mim.

Numa noite de Natal, só tinha gente rica e eu não via nenhum pobre naquela mesa.

Fiquei muito triste e saí daquela casa e fui até a rua, e convidei muitos pobres que ali se encontravam.

E, levei para aquela festa, foi o meu fim.
Me expulsaram daquela casa e o casamento acabou, tudo foi tão rápido.

Um dia na fazendo meu pai disse para mim: filho você perdeu a oportunidade de se tornar mais rico.

Se você não quis ficar com ela, aqui você também não fica e me deserdou daq2uela família.

E, eu me tornei um andarilho pela vida até que um dia parti daqui desse mundo.

Chegando no mundo espiritual, fiz um tratamento.

Encontrei com meu pai, que me pediu perdão, que estava arrependido de tudo que tinha feito comigo.

Amados, desculpe de ocupar o seu tempo, mas tinha que contar isso, porque talvez tudo isso que aconteceu comigo possa acontecer com vocês numa festa.

Convide quem vocês quiserem, o que seu coração pedir e seja feliz como eu. Que Deus abençoe.

Paulo A….