Negligências

Apesar de muita ansiedade de ajudar os outros, acabei atropelando alguns processos e acabei esquecendo de meus limites.

Fiz muitas coisas boas, mas também negligenciei a minha saúde, minha família e amigos.

Coloquei a igreja na frente de tudo e de todos, como o único caminho certo na terra.

Deixei para tras muitos sentimentos nobres, pois estava cego, achando que eu sabia o que era melhor.

Hoje, deste lado, me foi explicado muitas coisas.

Hoje tento me redimir do passado, de algumas situaçõ es que negligenciei, mas aprendi que: tudo ao seu tempo.

Se não corrermos, ficaremos para trás, mas se corrermos demais, nos cansaremos mais rápido.

Podemos fazer o que é bom, mas dentro do que é permitido e do limite de cada um.

Espero que esta mensagem ajude algumas pessoas para não cometerem o mesmo erro que

eu.

Um beijo a todos

Sirleide.