Bombeiro

Boa noite,

Meus amados e queridos irmãos, que aqui nessa casa se encontram para receber

ensinamento.

Um ensinamento que vai ajudar muitas pessoas, que precisam de ouvir uma palavra querida.

Eu nasci no interior do Paraná, nos anos 20, fui um dos filhos de uma família que trabalhava em uma fazenda.

Meu pai, muito humilde, sempre queria dar estudos aos seus 3 filhos, mas a vida era muito

difícil.

Então, eu fui pra escola e aprendi algumas coisas.

Com 15 anos disse ao meu pai que queria ser bombeiro.

Então vim para a capital e me alistei no quartel do corpo de bombeiros.

E lá me tornei um bombeiro muito respeitado porque não tinha medo de nada, eu só queria

salvar vidas.

E assim foi minha vida militar como bombeiro, me casei, tive filhos e fui muito feliz com minha família.

Meus pensamentos era só trabalhar salvando vidas e ajudar as pessoas que ali se encontravam em desespero.

Quando eu conseguia salvar uma vida, me sentia um herói, porque gostava do que fazia.

Era um sonho de criança, meus amigos.

Um dia tudo que começa tem um fim.

E, naquela noite chegou o meu fim, num salvamento, eu sofri uma queda de uma escada e ali adormeci, e senti que tinha chegado o fim de minha carreira.

Fiquei ali por muito tempo, debaixo de uma viga sobre o meu corpo.

Muitos irmãos vieram me socorrer, mas eu gostava tanto de mim, e ficava olhando meu corpo caído e não sabia o que tinha acontecido comigo.

Então, fiquei muito tempo olhando meu corpo caído naquele lugar, não queria deixar ele, eu sofri muito por isso.

Depois de muito tempo naquele sofrimento, recebi socorro de meus queridos irmãos

socorristas e fui socorrido, levado para um lugar muito lindo, fui curado de meus ferimentos.

Depois de muito tempo foi que soube o que tinha acontecido comigo e assim foi explicado

que eu pedi para nascer daquele jeito e pedi para morrer daquele jeito, porque eu queria

pagar um pouquinho de meus pecados.

Eu pedi para nascer naquela família humilde e ser um grande bombeiro, salvando vidas.

Meus irmãos, a vida é sempre uma surpresa.

Agora continuo trabalhando, no plano espiritual, salvando vidas aqui na Terra.

Me sinto muito feliz em tudo aquilo que faço.

Sou um voluntario da luz, aqueles que salvam vidas que já se foram e não querem

compreender que já morreram, como eu.

Amados, eu continuo trabalhando para o bem.

Que meu Deus abençoe a todos vocês.

Um forte abraço espiritual de um trabalhador de deus.

Martim.