Nunca é tarde

Boa noite, irmãos queridos !

Venho através desta, para contar aqui um pouco do que vivi nesse mundo de expiações.

Tive muitas vidas longas.

E, em uma delas, fui motorista.

Quando saia para meu trabalho às 4:00 hora da manha, em dias de frio ou chuvosos e escuros,

Não me atentava às pessoas que passavam pelo meu caminho.

Eram pessoas necessitadas de amparo, de um consolo,

E que para mim, em meu Universo não havia lugar.

Pensava em chegar logo ao trabalho e bater meu ponto.

Depois, nas longas viagem que fazia, também outros cruzavam novamente o meu caminho,

E novamente desviava meu olhar.

Irmãos, as vezes , Deus nosso pai, nos muda de local de trabalho.

Nosso trabalho tem que ser abençoado.

Falo, não do trabalho que passava os pontos ,

Mas sim, aquele que, as vezes, recebemos como uma recompensa do Pai, mesmo não sendo

merecedores.

Se pensarmos quantas coisas temos a agradecer.

E, aquelas pessoas que cruzavam o meu caminho não tinham o que comer.

Mas quando eu chegava em casa, sempre havia uma sopa ou um angu quentinho ,

Uma roupa limpa e uma cama aconchegante para descansar o meu corpo.

Hoje sei dessas coisas e me envergonho .

Mas quero dizer que, nunca é tarde para o arrependimento.

Em quando Deus coloca essas pessoas em seu caminho,

Sejam elas conhecidas ou não, que você possa olhá-las com olhar do amor.

E que não façam como eu, que desviava o olhar.

Obrigado meus amigos pela compreensão

Julio Osorio Dias.