Arrependimento

Perdão meus filhos e minha amada e sempre companheira.

Quero que saibam que naquele fatídico dia, quis realmente sumir e nada mais importava prá mim.

Não pensei mais em nada, somente que prá mim já não dava mais.

Queria naquele momento não ter nascido e não ter vindo, para sem saída me envergonhar de ter nascido homem.

Porque acho que na minha macheza homem tem que honrar sua família. E, naquele momento, a bebida tomava conta de mime algo se apoderava de meu ser.

O ódio de nada e ninguém me estender as mãos e me mostrar um caminho, uma reta para onde devesse fugir e nada mais presenciar.

Mas fui covarde irmãos,

Hoje vejo o quanto fui egoísta e como dizem que aquele que consegue tirar a vida, sim é corajoso.

Mas, esse não pensa nas consequências e, hoje ou no futuro sofrerá as mesmas consequências.

Obrigado pela oportunidade de me expressar e poder me aliviar com esse breve pedido de perdão aos que um dia me amaram.

jose Luiz Bezerra Neves

um covarde que se arrepende e pede perdão